27/03/2014

NA PONTA DA LÍNGUA apresenta: Capoeira

                                                           CAPOEIRA


                                                      "Arte Marcial Brasileira "

No século XVI os escravos negros começaram a ser desembarcados no Brasil por volta de 1548. Esse grupo englobava Angolas, Benguelas, Moçambique, Cambindas e Congos: "Eram povos de pequenos reinos e com um razoável domínio de técnicas agrícolas.


Aqui, esses grupos étnicos, antes rivais, se uniram pela escravidão formando uma cultura africana no Brasil a qual plantou bases e tradições muito fortes na cultura brasileira, na dança, música e técnicas de movimentos do corpo "Não existe na historiografia recente do Brasil, nenhum dado que possa afirmar que a capoeira é proveniente da África", como eram os negros africanos. 

Com certeza ela foi desenvolvida por escravos no Brasil, portanto, a capoeira é legítima e genuinamente brasileira, não podemos afirmar com certeza, se a capoeira teve seu inicio no passado em Salvador, Rio de Janeiro ou Recife, provavelmente, se fez ao mesmo tempo nestas cidades, sabe-se que a capoeira realmente surgiu como "instrumentos de libertação contra um sistema dominante predominante opressor".
O homem negro na condição de escravo era tratado como peça desse sistema dominante, os meninos negros como moleques e as mulheres escravas com filhos como fêmeas com suas crias.

Mas, o que é Capoeira?

A capoeira é uma expressão cultural que mistura, luta, dança, cultura popular, música e brincadeira. Desenvolvida, aqui no Brasil, por escravos africanos e seus descendentes, é caracterizada por movimentos ágeis e complexos, utilizando os pés, as mãos e elementos ginástico-acrobático, todos incorporados a uma malandragem tipicamente brasileira. Uma característica que a distingue de outras lutas é o fato de ser acompanhada por música.

A palavra capoeira tem alguns significados, um dos quais refere-se às áreas de mata rasteira do interior do Brasil. Foi sugerido que a capoeira obteve o nome a partir dos locais que cercavam as grandes propriedades rurais de base escravocrata.


Dessa forma, o surgimento da capoeira se funde com a história da resistência dos negros no Brasil. Eis porque as maiorias dos autores que escrevem sobre a questão associam o aparecimento da capoeira ao surgimento dos primeiros quilombos; alguns chegam a se referir especificamente ao Quilombo de Palmares (que foi o que reuniu um número maior de pessoas, cerca de 25 a 50 mil, e foi destruído em 1694) como sendo o berço da capoeira.
No século passado, as principais cidades portuárias brasileiras, como Salvador, Recife e Rio de Janeiro, eram uns aglomerados de gente. Era comum a figura do escravo de ganho, aquele que tinha permissão de vender ou prestar serviços na rua e em troca dar uma porcentagem do dinheiro que obtivesse ao seu senhor.

Sem outra coisa a oferecer senão a força física para carregar móveis, mercadorias e dejetos, muitos faziam ponto perto do porto. Não demorou para que esses grupos se organizassem sob a chefia de algum valente chamado de "capitão" que era exímio em capoeira.

A Capoeira saiu da mata e hoje vive nos centros urbanos das cidades, em Academias de Capoeira, antes treinada livremente pelos escravos, é agora treinada dentro das academias. A passagem dos campos de mata aberta para as salas das academias não foi a única modificação sofrida pela arte.Com a entrada da capoeira nas academias, algumas modificações ocorreram na capoeira dos escravos do engenho. Além de lugar fixo para o treinamento, foram implantados também horários para tal.

Foi padronizado um uniforme que consiste em calça branca (representando as calças de saco que os negros usavam para a lida) e um cordel que deve ser amarrada no lado direito na cintura da calça. Esses grupos ou associações tem por objetivo expandir a arte da capoeira pelo país, alguns chegando até a levar a nossa arte para o exterior.

A maioria dos grupos de capoeira convivem pacificamente, apesar de cada um interpretar a capoeira de uma maneira diferente (alguns trabalham a capoeira numa visão mais folclórica, outros a entendem mais como luta, uns dão maior ênfase a parte esportiva, outros valorizam principalmente a educação pela capoeira).

Como prova do convívio de amizade entre os grupos, são realizados periodicamente encontros, que se reúnem com a finalidade de compartilhar conhecimentos. Apesar da capoeira estar se evoluindo muito ela ainda é mal vista no Brasil por várias pessoas, no mundo inteiro a capoeira é admirada, nos EUA os capoeiras são bem respeitados, até no Japão eles jogam capoeira, mas o japonês vê a capoeira com um outro olhar, do jeito que ela merece ser vista, enquanto no Brasil ela ainda é meio discriminada por ser criada por negros e ainda é vista como uma luta marginalizada.

Chega de blá, blá, blá, veja os vídeos abaixo e conheça a "Arte Marcial Brasileira".

Veja também este site
http://relogiosluxo.wordpress.com/


Pesquisa:silveira
Fontes: 
http://www.capoeiratorino.it/ http://br.answers.yahoo.com/ http://capoeiraunaganga.blogspot.com.br
Vídeos: www.youtube.com