24/01/2014

ADOÇANTES ARTIFICIAIS


             


                                                        AÇÚCAR OU ADOÇANTE?



Os adoçantes podem ser classificados em artificiais ou sintéticos como a sacarina sódica, ciclamatos, etc., que não apresentam valores calóricos, e os naturais como a frutose, o sorbitol etc, que possuem menos caloria que a glicose presente na sacarose.
Estudos indicam que os adoçantes artificiais são, em muitos casos, nocivos à saúde mesmo em concentrações preconizadas por órgãos de saúde.

No Brasil, até meados dos anos 80, os produtos dietéticos eram considerados fármacos e o seu consumo limitava-se aos portadores de diabetes, sendo comercializados sob orientação médica. Mudanças na legislação, ocorridas no final da década de 80, reformularam a classificação dos adoçantes permitindo que invadissem as prateleiras dos supermercados. Com estratégias de marketing como: “isentos de açúcar e calorias", "para você que deseja uma vida saudável", "não causam cáries”, fizeram parecer a chegada de um milagre: comer à vontade e não engordar. Nos últimos cinco anos o mercado de adoçantes triplicou no nosso país, impulsionado por um grande número de consumidores preocupados com a saúde e, principalmente, com o culto ao corpo.

Edulcorantes são substâncias diferentes dos açúcares e com poder adoçante muito superior ao da sacarose (açúcar comum). Eles são classificados em naturais e artificiais ou sintéticos. Os naturais são obtidos sem reações químicas, a partir de plantas ou de alimentos de origem animal. Os artificiais ou sintéticos são obtidos de produtos naturais ou não, através de reações químicas apropriadas. Adoçante artificial é uma mistura de um ou mais edulcorantes capaz de conferir sabor doce aos alimentos. Esta mistura feita potencializa o poder do adoçante e mascara o gosto amargo residual de alguns dos edulcorantes.

Os adoçantes artificiais parecem afetar a capacidade do corpo de contar calorias e, como resultado, os alimentos dietéticos e bebidas para emagrecer podem acabar tendo o efeito contrário e estimulando o ganho de peso, sustentam especialistas.

Muitas pessoas evitam usar açúcares artificiais com medo dos males que eles podem causar. Mas também existem aquelas que abusam dos adoçantes sem ao menos saber suas conseqüências.As substâncias sacarina e ciclamato já são proibidas em alguns países. A primeira não pode ser usada no Canadá e a segunda nos Estados Unidos.

Eu já consumi muito adoçante artificial, de diversas marcas e em exagero de gotas. Aprendi, mas me saiu muito caro, e hoje com muita convicção, acredito ser os adoçantes naturais os melhores tais como: mel, rapadura, melado de cana, açúcar mascavo e a stévia.

O mel ( abaixo a direita ) é um produto natural obtido a partir do néctar das flores e de excreções da abelha. Além de ser um
ótimo adoçante natural, este alimento é cheio de benefícios porque conta com ação antimicrobiana, capaz de impedir o crescimento ou destruir micro-organismos.



A rapadura ( abaixo ) é feita a partir da cana-de-açúcar após moagem, fermentação, fervura do caldo, moldagem e secagem. É considerado um alimento com maior valor nutritivo que o açúcar refinado pois, enquanto este é quase exclusivamente sacarose, a rapadura possui outras substâncias nutritivas em sua composição.

Em razão de suas propriedades, o melado ( abaixo ) é recomendado medicinalmente nos casos de anemia e prisão de ventre. É laxante e também favorece o crescimento dos ossos e dos dentes, além de excelente adoçante.


O açúcar mascavo ( abaixo ) indicado para substituir o açúcar refinado, devido aos seus nutrientes e vitaminas, tem um processo de fabricação muito simples: cana-de-açúcar moída; garapa; aquecimento; melado;rapadura; refino; açúcar mascavo.


A stévia  ( abaixo a direita ) é uma planta que pertence à familia dos crisântemos é brasileira e esta planta tem uma extraordinária capacidade adoçante. Na sua forma de pó branco, extraído das folhas da planta, chega a ser até 300 vezes mais doce que o adoçante natural. Surgiu um novo produto, Neotevia, é a mesma stévia, só que orgânica e muito doce também.

                                                                         

Bem, no frigir dos ovos você precisa ouvir isso de uma autoridade no assunto, só assim vai realmente acreditar. 
Pensei em uma fera no assunto, Dr. Lair Ribeiro, relaxa........




Fontes:silveira/http://pt.wikipedia.org/http://www.abeso.org.br/ http://hypescience.com/ http://www.ecologiamedica.net/


Video: